Sobre

Em 2030, quando entrarei na terceira idade, tudo indica que estarei em um planeta onde, pela primeira vez na história, teremos mais idosos do que crianças, segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS). E no Brasil, considerado um país jovem, seremos pelo menos 20% da população. 

Em 2013, quando 22 milhões (11% da população) de brasileiros eram idosos, poucas iniciativas, produtos e serviços eram dedicados a esse público. Foi quando decidi desenvolver uma plataforma que garimpasse e reunisse as iniciativas que contribuíam para o bem-estar dos idosos.

Agora consegui dar início a esse projeto que tem o propósito de se tornar uma plataforma que reúne um apanhado infinito de possibilidades, exemplos, serviços, conteúdos e atividades interessantes e estruturadas para a idade mais interessante da vida.

Um espaço com um olhar positivo para o envelhecimento e não voltado apenas para as questões de saúde. Envelhecer não é adoecer.

A longevidade é um ganho da sociedade moderna e existe atualmente, ainda que de maneira incipiente, toda uma cultura da longevidade. Afinal, algumas décadas nos esperam e desafiam pela frente. E essas décadas podem e devem ser vividas com dinamismo e prosperidade.

Essa é a proposta do amominhaidade.com.br. Uma janela aberta para ideias, conteúdos e oportunidades, com o intuito de tornar o terceiro ato da vida mais rico e pleno.

Começo agora essa iniciativa e convido a todos que tenham o mesmo propósito a contribuir com esse canal e quem sabe nos tornarmos uma comunidade solidária onde envelhecer seja receber da vida uma cesta colorida e saborosa, cheia dos frutos que passamos toda uma jornada a plantar e semear.

por Bete Marin