cerebro amo

Idosos podem ter habilidades mentais como jovens de 25 anos. São os “superagers”!

“Superager” é um termo em inglês para descrever aqueles idosos que não só têm uma boa capacidade de atenção e de memória. Na verdade, eles têm essas habilidades no nível de jovens de 25 anos de idade.

Pesquisas recentes dedicadas a entender esse fenômeno apontaram grandes surpresas. A princípio, os cientistas tendiam a acreditar que as pessoas com melhor desenvolvimento das áreas cognitivas do cérebro manteriam a memória e a atenção mais fortes ao longo da vida. Mas, o que eles descobriram é que os “superagers” têm as áreas ligadas ao emocional do cérebro mais desenvolvidas. Essas regiões cerebrais são consideradas, atualmente, grandes centrais de comunicação, que também regulam elementos como stress, funcionamento dos órgãos e até a coordenação dos cinco sentidos.

Então, como se preparar para se tornar um “superager”? Trabalho árduo é a resposta. Os cientistas indicam que atividades mentais e físicas mais difíceis, desafiadoras, ativam essas áreas específicas do cérebro.  Você acha que já ouviu isso, mas não é bem assim. Aquela palavrinha cruzada ou uma horinha de caminhada diária não são suficientes para atingir o patamar de um “superager”. O que os estudos mostram é que as atividades tem que doer, literalmente. E só quando chegam ao nível da exaustão é que tem o efeito desejado. Considere sair da sua área de conforto, buscar atividades que realmente exijam muito de você. Prossiga nos estudos, como uma pós-graduação. Ou se prepare para ser um triatleta. E pratique por longos períodos durante a vida. Afinal, ninguém pensa que ser um “superager” é fácil.

Confira a reportagem na íntegra http://gizmodo.com/prepare-yourself-for-the-age-of-superaging-1790674841

 

Cecilia Xavier

Começo dizendo que sou uma otimista com o poder de transformação das ações de cada um a partir de seus desejos. Prefiro acreditar e fazer acontecer a me queixar passivamente do que não posso controlar. Trabalho na área da saúde desde 2003 como terapeuta ocupacional em Belo Horizonte-MG e...

Outras publicações do autor