tempos modernos

Trabalho: você sabe viver sem ele?

#aposentadoriadetodososangulos

Quais são seus interesses para além do trabalho?

“Não vejo a hora de parar de trabalhar! Vai ser muito bom poder viajar, descansar, fazer o que quero com liberdade!” É assim que muitas pessoas levam toda a fase produtiva: contando os dias para serem felizes após a aposentadoria. Dias em que não precisarão mais trabalhar.

Mas você já parou pra pensar sobre os benefícios que o trabalho traz pra sua vida? Nem sempre é fácil viver sem essa atividade. Passamos tantos anos trabalhando diariamente que pode ser um desafio viver de outra forma. Principalmente pra quem rompe totalmente com essa rotina do dia pra noite e não tem como manter contato com aquilo que FAZIA. Funcionários(as) públicos, bancários(as), executivos(vas). Ninguém fica sabendo quando um colega que se aposentou cai em depressão no silêncio de sua casa ou sofre com a saudade daquele tempo que de repente não existe mais. E isso acontece com frequência.

Por isso é importante ampliar o leque de interesses, tomar consciência do que você gosta de fazer para além do trabalho. Quanto mais atividades souber ou puder realizar, mais alternativas ganha para momentos em que as mudanças são impostas. E fica menos vulnerável aos possíveis “golpes” de uma aposentadoria.

Pra quem não sabe responder sobre os próprios interesses, faça um retorno à sua história de vida. Na infância ou adolescência podem estar dormindo boas fontes de prazer e sentidos ocupacionais. Lembre-se de atividades que costumava fazer espontaneamente, que permeavam o contexto em que vivia, inclusive em forma de brincadeira. Uma habilidade de costura, um interesse por negócios, o contato com a gastronomia cultivado pelo afeto de sua avó. Coisas que o tempo distanciou, mas não apagou. Que podem ser retomadas com um novo “gás” para novos aprendizados e belos horizontes.

Cecilia Xavier

Começo dizendo que sou uma otimista com o poder de transformação das ações de cada um a partir de seus desejos. Prefiro acreditar e fazer acontecer a me queixar passivamente do que não posso controlar. Trabalho na área da saúde desde 2003 como terapeuta ocupacional em Belo Horizonte-MG e...

Outras publicações do autor